Dica: o melhor jeito de conferir os artigos mais importantes do site é acessando o ÍNDICE.

SOBRE


Olá,

Meu nome é Renato Batistetti, nasci em agosto de 1985 e sou médico de humanos. Escolhi a medicina por gostar de fazer o bem ao próximo e tenho me esforçado nesta tarefa. Ultimamente, com a aquisição de meus animais de estimação, quatro jabutis piranga, Fuxico (apelido carinhoso de Fu Xi), Nüwa, Itaúna e Tainá, meu interesse se ampliou também a esses animais, sendo esta uma das razões de eu ter criado o projeto Vida de Jabuti (http://www.vidadejabuti.com).

Neste intuito de oferecer o melhor aos meus animais, eu realizei uma extensa pesquisa nacional e internacional para coletar as melhores, as mais conceituadas e as mais fidedignas informações dos principais autores do ramo. Uma tarefa complexa, pois infelizmente conto a vocês que nós brasileiros não temos um livro ou site sequer dedicado aos cuidados dos jabutis, especialmente o piranga, foco deste projeto. Dentro deste contexto, fui obrigado a buscar informações em sites e livros estrangeiros, principalmente dos Estados Unidos, Inglaterra e Alemanha, que eram em sua maioria escritos em inglês.

Confesso que não foi fácil realizar toda esta pesquisa, pois, além de eu ter que encomendar livros desses países, os quais não saíram barato, tive que ler todo esse material coletado em inglês, fazer uma vasta seleção do que era mais confiável e reunir todas essas informações, adaptando-as à realidade brasileira.

Apesar de toda alegria e prazer em elaborar o projeto Vida de Jabuti, me deixa triste saber que nós brasileiros não damos valor ao que temos e isso é realmente uma pena, pois é necessário que pessoas de outros países venham estudar e ensinar a nós o que é nosso. Se não bastasse isso, o jabuti piranga é considerado uma espécie singular de jabuti, que alia sua beleza extraordinária à facilidade de cuidados. Realmente uma jóia rara muito requisitada pelos herpetólogos estrangeiros (estudiosos e entusiastas de anfíbios e répteis), os quais dão o devido valor.

Talvez este meu esforço, como um objetivo secundário, venha abrir nossos olhos para as belezas da fauna e flora brasileiras e nos incentivar a conhecer, estudar, cuidar e preservar o que é nosso.

Não tenho a intenção de fazer do projeto Vida de Jabuti a fonte mais aprofundada no assunto, mas tento aqui mostrar de uma maneira prática e objetiva algumas orientações sobre os cuidados necessários que toda pessoa deve ter para oferecer uma vida saudável e feliz ao seu querido jabuti de estimação. Desse modo, aos que quiserem informações mais detalhadas, sugiro consultar as publicações usadas como referência para este projeto.

Ainda, propositalmente, fiz um esforço para usar aqui uma linguagem mais coloquial, sem formalismos ou muita etiqueta. Com isso, procuro oferecer uma leitura mais fácil, fluente e dinâmica, visando ser interessante e mais divertida.

Para cumprir o objetivo de espalhar o conhecimento sobre jabutis no Brasil minimizando obstáculos, tanto o site quanto o livro (ainda inacabado) Vida de Jabuti são licenciados sob uma licença permissiva chamada Creative Commons Atribuição - Uso Não Comercial - Vedada a criação de obras derivadas 3.0 Brasil. Isso significa que é permitido copiar, distribuir e transmitir o todo ou partes do site e do livro. Contudo, é proibido fazer uso comercial (vender) e é vedada a criação de obras derivadas. Ainda, é obrigatório que o site e o livro sejam creditados adequadamente quando usados como referência, devendo conter "Vida de Jabuti: como cuidar do seu amigo cascudo, por Renato Batistetti, em www.vidadejabuti.com". Para saber mais, acesse http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/.

Para completar, como um futuro projeto, através de doações e patrocínios, pretendo custear a impressão do futuro livro Vida de Jabuti para que, com um sistema de parceria com os criadouros de jabutis e as lojas de revenda desses animais, um exemplar seja dado gratuitamente para cada comprador de jabuti legalizado. Com isso, muitos erros de cuidados serão evitados e os jabutis terão maiores chances de viver mais e com melhor qualidade de vida.

Diante disso, se você se identifica com alguma coisa do Vida de Jabuti, por favor, participe! Conte-nos aqui no site suas histórias sobre jabuti, compartilhe suas idéias, experiências, deixe uma sugestão, crítica, elogio, etc.

Conto também com sua ajuda para melhorar sempre tudo o que for possível no projeto Vida de Jabuti, seja você um amador, ou um especialista no assunto. Ajude na divulgação, na correção de possíveis erros (até de português), acrescente conhecimento, dê idéias, doe imagens, etc. Entre em contato comigo através do e-mail vidadejabuti@gmail.com e dê sua contribuição. Conto com você!

Por ultimo, o resultado de todo este trabalho é o primeiro site e livro brasileiro inteiramente dedicados aos cuidados do jabuti piranga, o qual eu ofereço a você, leitor, e a toda comunidade interessada em buscar melhorias no cuidados dos animais, para que juntos e através da educação nós ampliemos o combate aos maus-tratos e ao tráfico de animais.

Obrigado!


Doações



Contato

Para entrar em contato comigo, mande um e-mail para vidadejabuti@gmail.com. Contudo já aviso que NÃO tiro dúvidas, pois fazer isso consome muito meu tempo livre. No momento minha prioridade é usar este tempo para o desenvolvimento do site e do livro Vida de Jabuti. Espero a compreensão de todos. Reforço ainda que se você estiver com algum problema com seu jabuti sempre o melhor a fazer é procurar um veterinário qualificado e de confiança;

Idéias, sugestões, críticas, elogios, correções (principalmente de português) ou qualquer outro tipo de ajuda serão muito bem vindos.


Vida de Jabuti na Internet



Referências

A base literária usada no Vida de Jabuti é extensa e muito variada, mas priorizo consultar sites e livros de excelente renome mundial. Portanto aqui você encontrará informações bem selecionadas e com respaldo na literatura produzida pela comunidade científica que estuda jabutis.

Infelizmente, apesar de o jabuti piranga ser nativo do Brasil, não temos um livro ou site brasileiro completo anterior ao Vida de Jabuti. Por causa disso, a maioria das fontes usadas são em inglês.

Confira abaixo:

1. Em livros (ordem alfabética):

-- Atlas de Medicina, Terapêutica e Patologia de Animais Exóticos por Roberto F. Aguilar, Sonia M. Hernández e Stephen J. Hernández. Editora Interbook, 2006, Brasil.

-- Herpetology, Third Edition: An Introductory Biology of Amphibians and Reptiles por Laurie J. Vitt e Janalee P. Caldwel. Editora Academic Press, 2008, USA. (LINK-Amazon).

-- Health and Welfare of Captive Reptiles por Fredric L. Frye e James B. Murphy. Editora Chapman & Hall, 1995, USA.

-- Husbandry, Medicine & Surgery in Captive Reptiles por  Fredric L. Frye. Editora VM Publising, 1973, USA.

-- Infectious Diseases and Pathology of Reptiles: Color Atlas and Text por Elliott Jacobson (LINK-Amazon).
-- Keeping a Pet Tortoise por A.C. Highfield, Nadine Highfield e Philip de Ste. Croix (Editor). Editora Interpet Publishing, 2009, Inglaterra. (LINK-Amazon).

-- Manual of Exotic Pet Practice por Mark A. Mitchell e Thomas N. Tully. Editora Saunders, 2009, USA.

-- Medicine and Surgery of Tortoises and Turtles por Stuart McArthur (LINK-Amazon).

-- Practical Guide for Feeding Captive Reptiles por Fredric L. Frye. Editora Krieger Publishing Company, 1996, USA.

-- Redfoots and Yellowfoots; The Natural History, Captive Care, and Breeding of 'Chelonoidis carbonaria' and 'Chelonoidis denticulata' (Turtles of the World, Testudinidae, Number 3) por Amanda Ebenhack. Editora Living Art Publishing, 2009, USA. (LINK-Amazon).

-- Répteis do Brasil por Luiz Roberto Francisco. Não há Editora, 1997, Brasil.

-- Reptile Care: an atlas of diseases and treatments por Friedric L. Frye. Editora TFH Publications, 1991, USA.

-- Reptile Medicine and Surgery por Douglas R. Mader MS DVM (LINK-Amazon).

-- South American Tortoises, 'Chelonoidis Carbonaria, C. Denticulata and C. Chilensis' (Chelonian Library 3) por Sabine Vinke, Holgren Vetter, Thomas Vinke e Susanne Vetter. Editora Chimaira, 2008, Alemanha. (LINK-Amazon).

--  Tratado de Animais Selvagens 1ª Edição por Zalmir Silvino Cubas, Jean Carlos Ramos Silva, José Luiz Catão-dias. Editora Roca, 2003, Brasil.

-- The Redfoot Manual: A Beginner's Guide To The Redfoot Tortoise por Mike Pingleton. Editora CreateSpace, 2009, USA. (LINK - Amazon).

-- The Tortoise and Turtle Feeding Manual por A.C. Highfield. Editora Carapace Press, 2004, Inglaterra. (LINK-Amazon).

-- The Tortoise Trust Guide to Tortoises and Turtles por A.C. Highfield. Editora Carapace Press, 2004, Inglaterra. (LINK-Amazon).

-- Zoo and Wild Animal Medicine Fifth Edition por Murray E. Fowler e R. Eric Miller. Editora Saunders, 2003, USA.


- Na internet (ordem alfabética):

(em construção)

Um comentário:

  1. Olá Renato! Estou muito feliz por ter encontrado você!!! Essa semana já havia lido alguns artigos e hoje entrei aqui novamente. Há uma semana eu ganhei uma jabuti filhote (com 5 cm mais ou menos) e suas orientações já me ajudaram bastante. Intuitivamente eu já havia montado um terrário para ela numa caixa de areia de gatos que eu tinha guardada. Mas desde que ela chegou ela estava abrigada numa gaiola de passarinhos que tenho para primeiros socorros de vítimas dos meus gatos. Hoje, por ser muito pequena, ela precisa de muita segurança por conta desses meus três gatos. Eu estou percebendo que ela gosta mais da gaiola do que do terrário! Quando ela fica na gaiola, ela come bastante. Quando a coloco no terrário, ela vai dormir! Não estou entendendo. Talvez seja uma adaptação. Estou com algumas dúvidas e gostaria da sua preciosa ajuda. 1. Você acha importante eu tentar conseguir mais uma jabuti para fazer companhia a ela? Se ela vai viver 100 anos, acho que seria legal ela viver com uma amiguinha, o que acha? 2. Aqui na minha cidade é quente quase o ano todo. Você acha que assim menos é importante aquecer a gaiola ou terrário? 3. A partir de que tamanho eu posso colocá-la em um terrário externo? Estou pensando em construir um lugar bem legal pra ela no jardim, que seria totalmente telado até ela ficar bem maior, mas tenho dúvida se não seria melhor mantê-la dentro de casa. Ou também posso deixá-la lá fora durante o dia e abrigá-la dentro de casa à noite. O lugar externo teria uma casinha para ela se abrigar, uma área de piso e uma área de terra. As sua ideias de terrário são fantásticas. Ontem comprei seixo rolado, um pratinho pra fazer uma piscininha e cascalho de madeira. Também comprei a ração pra jabuti, só que ela não conseguiu comer o grão inteiro, então eu esmaguei a grão e ela adorou!!!! Por enquanto são essas as minhas dúvidas. Obrigada e parabéns pelo seu site!

    ResponderExcluir