Dica: o melhor jeito de conferir os artigos mais importantes do site é acessando o ÍNDICE.

19 de setembro de 2015

Estudo sobre o bem-estardo jabuti. Aproveitem!!

Olá pessoal, excelentes notícias: estudo sobre o bem-estardo jabuti. Aproveitem!!

Recentemente a Dra. Paloma  Lucin Bosso, médica veterinária especialista em manejo de animais silvestres, entrou em contato comigo contando que está desenvolvendo um estudo interessante com animais silvestres, o qual inclui o nosso querido amigo jabuti.

O estudo intitulado "Grau de bem-estar de animais silvestres mantidos em ambientes selecionados de cativeiro no Brasil" e avalia justamente o que o seu título sugere. Seu objetivo é ajudar os médicos veterinários a conseguirem avaliar com mais propriedade o grau de bem-estar de espécies silvestres mantidas como animais de estimação, e assim contribuir também para uma melhor qualidade de vida para estes animais.

O estudo é muito interessante, pois não existirem muitos estudos que abordam este tema e, para nós cuidadores de jabutis, este assunto fica ainda como que uma lacuna não totalmente preenchida. Assim, este estudo vem no intuito de ajudar a completar este conhecimento em falta. Além de outras coisas, sabendo como oferecer corretamente o bem-estar ao animal, a gente consegue prevenir doenças tanto psicológicas, quanto orgânicas.

Nas palavras da Dra. Paloma:

Olá, meu nome é Paloma e sou médica veterinária especialista em manejo de animais silvestres, mestranda em Ciências Veterinárias pela Universidade Federal do Paraná (UFPR).
Escrevo para gentilmente verificar o interesse e disponibilidade de proprietários que legalmente adquiriram jabuti-tinga ou jabuti-piranga e que residam no Estado do Paraná (preferencialmente na cidade de Curitiba) em participar da pesquisa "Grau de bem-estar de animais silvestres mantidos em ambientes selecionados de cativeiro no Brasil", contribuindo de modo voluntário, gratuito e anônimo, com o desenvolvimento deste estudo através da permissão de coletas de dados nutricionais, sanitários, ambientais e comportamentais dos seus animais.
Perante os resultados encontrados serão oferecidos laudos referentes aos animais com os quais o diagnóstico foi realizado, bem como serão encaminhadas eventuais sugestões para otimização do bem-estar dos animais estudados.
O objetivo do projeto é oferecer uma ferramenta de trabalho que permita aos médicos veterinários avaliar de modo prático, minimamente invasivo, direto e não subjetivo o grau de bem-estar de espécies silvestres mantidas como animais de estimação, e assim contribuir também para uma melhor qualidade de vida a estes animais. O estudo tem aprovação de CEUA, SISBIO e CEP e oferecerá a cada um dos respondentes um TCLE.
Para maiores informações e/ou aceites de participação, peço que os interessados entrem em contato comigo inbox ou pelo meu e-mail (palomabosso@yahoo.com.br) para agendarmos o dia da coleta de dados no mês de agosto e setembro.
Grata pela atenção.

               Meu jabuti Fuxico já participou do estudo. Após conversarmos, combinamos um dia para que a Dra. Paloma viesse aqui em casa. Antes de mais nada, ela me explicou mais sobre o estudo e sobre como seria a abordagem com o jabuti. Foi tudo muito tranquilo, o Fuxico teve seu ambiente analisado, foi submetido a exame físico e laboratorial, de graça. Para ainda completar, a Dra. Paloma me ensinou alguns truques para estimular o jabuti e conversamos bastante sobre o comportamento desses animais e doenças que podem surgir de um ambiente inadequado.

Recomendo muito a participação para todos que possuem um jabuti legalizado aqui no Paraná. Além de contribuir para a melhoria do conhecimento científico dos jabutis, você tem a oportunidade de submeter seu animal a uma análise completa por uma médica veterinária especialista em animais silvestres. Realmente, existem na vida oportunidades que surgem que só não aproveita quem não tem juízo. Aos interessados, sejam rápidos, pois são somente 16 vagas e eu já peguei uma.

---------------------------------------------------------

Sobre a Dra. Paloma:

MV Esp. Paloma Lucin Bosso
CRMV-SP 19.276
http://lattes.cnpq.br/8742908086345860

Mestranda, Pós-Graduação em Ciências Veterinárias, Laboratório de Bem-estar Animal (LABEA), Universidade Federal do Paraná (UFPR)
Coordenadora do Comitê de Bem-estar Animal e Diretora Administrativa, Sociedade de Zoológicos e Aquários do Brasil (SZB)
Membro da Comissão de Ética, Bioética e Bem-estar Animal (CEBEA), Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV)

Coordenadora técnica, Eto - Consultoria Comportamental & Bem-estar de Animais Silvestres
www.eto.vet.br
facebook.com/EtoBEA    twitter.com/EtoBEA
São Paulo - SP - Brasil

(55 11) 5506-6741

Nenhum comentário:

Postar um comentário