Dica: o melhor jeito de conferir os artigos mais importantes do site é acessando o ÍNDICE.

26 de janeiro de 2010

Cuidando Bem do Jabuti, parte 2

Continuando...


7.0 - Outro item, que em regiões frias como aqui em Curitiba ganha mais importância, é o aquecimento. Os répteis são animais pecilotérmicos, ou seja, eles não possuem sangue quente igual aves e mamíferos. Isso significa que eles ficam com a mesma temperatura do ambiente em que vivem.

Desse modo, animais adaptados a temperaturas mais quentes, como o caso do jabuti piranga, se mantidos em temperaturas mais frias por tempo prolongado irão diminuir seu metabolismo, ficar apáticos e imunodeprimidos, sendo, portanto, alvo fácil de doenças.

A temperatura ideal para o jabuti piranga é de no mínimo 27C de dia e de 21C de noite, sendo que a fonte natural de calor deles é o sol. Contudo estudos mostraram que jabutis que vivem na região do equatorial preferem manter seu corpo a uma temperatura de 29-30C.

Ainda, lembre-se que ao oferecer uma fonte de calor ao ambiente do seu jabuti, esta deve estar disposta de tal modo que permita um gradiente de temperatura. Assim, se seu jabuti pode escolher se quer ficar em uma área mais quente ou mais fria. O bom é manter uma temperatura de 33C na área mais quente.

Pro ultimo, é interessaste associar um dimmer (reostato) a esta lâmpada de aquecimento, pois assim você pode controlar melhor a quantidade de calor emitido.


Existem várias soluções para aquecimento de terrários, mas as lâmpadas de aquecimento, principalmente as de cerâmica são as mais recomendadas, pois são extremamente duráveis, capazes de emitir muito calor e não produzem luminosidade. Sendo assim, poderá ser usada 24 horas por dia.


Um suporte adequado também é muito importante, tanto para as lâmpadas de luminosidade, quanto para as de aquecimento, pois impede o desperdício de luz ou calor ao ajudar a concentrá-los em um determinado local. Ainda, suportes adequados, principalmente para as lâmpadas de aquecimento, são importantes para evitar que você ou seu jabuti se queimem acidentalmente ou até mesmo para impedir um incêndio.

Reafirmando, deixar seu jabuti passar frio não é uma boa idéia, eles diminuem seu metabolismo, ficam apáticos e imunodeprimidos. Desse modo, eles tornam-se presa fácil de doenças como pneumonia, provocada por vírus ou bactérias (LINK - Tortoise Trust Web);




Ter um controle maior da temperatura e umidade do ambiente em que seu jabuti vive é fundamental e só é possível se você tiver como medir ambas. Como já dito anteriormente, se seu jabuti for mantido em temperaturas mais frias, ele irá diminuir se metabolismo, ficar apático e imunodeprimido, sendo, portanto, alvo fácil de doenças. Além disso, do contrário, fazer churrasquinho de jabuti não deve não deve ser sua intenção, não é?

Sendo assim, dê preferência a termômetros digitais, pois estes apresentam em sua ponta um medidor que pode ser colocado na área em que você quer medir a temperatura.

Por outro lado, baixa umidade do ar pode causar desidratação e problemas respiratórios. Existem algumas maneiras de se manter a umidade em níveis mais altos, mas a mais fácil e acessível delas é sempre deixar uma parte do solo do terrário molhada. Assim a evaporação natural da água irá consequentemente aumentar a umidade do ambiente.



8. A alimentação do jabuti, um dos itens que mais traz erros de cuidados por parte dos donos,  pois deve ser diversificada e de qualidade. A primeira regra é nunca dar "comida de gente". Nunca dê arroz, feijão cozido, carnes de panela e muito menos coisas temperadas. O fato de o jabuti comer não significa que estará fazendo bem para ele.

Os jabutis piranga são onívoros e alimentam-se de vários tipos de folhas, flores, frutos, verduras e de proteína animal, como pequenos vertebrados, minhocas, insetos e carne em menor freqüência. Quando em cativeiro é necessário a inclusão no cardápio de suplementos alimentares principalmente cálcio.

Rações bem desenvolvidas, especialmente para Jabutis e de marcas confiáveis, são altamente recomendadas, pois possuem um mix completo de nutrientes, proporcionando um bom crescimento ao animal. Contudo, a palavra chave na alimentação de jabutis é "diversificação", onde para animais adultos recomenda-se:

     * 85% da dieta deve se basear em vegetais, como: folhas de mostarda, folhas de beterraba, agrião, couve, rúcula, salsa, salsão, brócolis, alface, espinafre, repolho, amora, cenoura, pétalas de rosas, folhas e pétalas de hibiscos, sementes de feijão branco e feijão verde, ervilhas, lentilhas, milho, legumes variados, como a cenoura, beterraba, vagens, abóboras, batata doce, etc. Cada animal deve apresentar preferência por determinados alimentos, porém deve-se sempre variar para garantir uma boa alimentação. Em especial, deve se ter cuidado com a alface, pois pode causar diarréia, e com o tomate que é levemente tóxico. Evitar também alimentos que contenham ácido oxálico, como mostarda, nabo, couve, repolho, espinafre, acelga, folha de beterraba, entre outros, pois ele impede que o cálcio seja absorvido no intestino.

       * 10% da dieta deve ser à base de frutas, como: uva, abacate, maçã, pêra, abacaxi, morango, manga, mamão, melão, banana, tomate, figo, melancia, amora, nectarina, pêssego, etc. Frutas são alimentos compostos de bastante vitaminas e açucares, sendo essencial para uma boa alimentação, porém deve-se evitar excesso de algumas frutas como o mamão, pois pode provocar problemas intestinais, o abacate que é muito gorduroso e a banana, sendo novamente importante a variação das frutas oferecidas.

      * 5% da dieta deve ser composta de proteína animal, como: suplementos alimentares, carne moída crua, ração de cachorro, ração de gato (em pequenas quantidades), ovos cozidos com casca, insetos (tenébrios monitores, minhocas...), etc. Apesar de apresentar a menor porcentagem na dieta alimentar recomendada, esse é um dos itens mais importantes, em filhotes a falta desses itens pode causar má formação do esqueleto, que por conseqüência, má formação do casco e como resultado, dores para o resto da vida do animal, problemas de locomoção, entre outros (LINK).


No site Tortoise Yard há uma sugestão de dieta que eu modifiquei e uso para os meus jabutis e recomendo que você também adote para o seu (LINK):

DIETA DOS JABUTIS

Segunda-feira
Proteínas

Terça-feira
Verduras/Vegetais

Quarta-feira
Verduras/Vegetais

Quinta-feira
Verduras/Vegetais

Sexta-feira
Vegetais

Sábado
Frutas

Domingo
Frutas


# Deixar ração sempre disponível;
# Deixar osso de sépia sempre disponível;
# Anotar o que ele gosta e não gosta.

Ao alimentar seu jabuti tome cuidado com os herbicidas e pesticidas, os famosos agrotóxicos. Lave bem a verdura, fruta, etc. antes de dar ao seu animal, pois eles podem sofrer intoxicação e até morrer.

Nunca deixe os alimentos tempo demais que possam estragar e fazer mal aos jabutis. De preferência, troque todo dia a comida deles. Sempre limpe o terrário, caso contrário, o jabuti pode comer as próprias fezes. 

 
Dar rações para os jabutis é uma excelente idéia. As rações são muito bem balanceadas e contêm todos os nutrientes que os jabutis precisam para um bom crescimento. Fala-se até que com rações os jabutis crescem mais rápido. "A utilização de rações específicas para répteis onívoros é excelente pois é balanceada, já possui cálcio e vitaminas e dispensa qualquer outro tipo de alimento. Uma vez condicionados à essa ração seu crescimento será bem mais rápido" (LINK).

Contudo vale lembrar que as rações NÃO devem ser o pilar básico da alimentação de seu jabuti (LINK). O interessante é oferecer rações como sendo um suplemento alimentar. O que eu faço com Fuxico e Nüwa é deixar sempre um pouco de ração disponível, independente da dieta dada normalmente, pois assim sempre que eles quiserem a ração vai estar lá.


Os jabutis são animais que necessitam de cálcio em abundância para poderem crescer e manter sua estrutura óssea, a qual é bem grande, não? Lembre-se, o jabuti é um pedaço de osso que anda, portanto sem cálcio, sem jabuti saudável.

Sendo assim, um dos métodos mais seguros para oferecer cálcio ao seu jabuti, segundo o site Tortoise Yard é oferecer o osso de siba, aquele que o pessoal dá para pássaros e periquitos. Esse osso vem de uma concha interna da sépia, um molusco da família da lula, e é rica em minerais, principalmente o cálcio. É extremamente barato e você acha em qualquer lugar.

Com isso, o jabuti vai tentar mastigá-lo quando ele sentir que precisa de cálcio extra e, deste modo, fica a critério do animal procurar cálcio quando sentir necessidade, ou seja, isso evita que nós, os donos, façamos eles comerem mais cálcio do que devem com suplementos desse mineral.

Olha só o que Fuxico e Nüwa fizeram com um osso desses:


Porém se você quiser ser mais rigoroso ainda na questão do cálcio, há ainda alguns fatores a se considerar. Segundo um artigo do site Tortoise Trust Web, o osso de siba não chega a ser a melhor fonte de cálcio ao não ter uma absorção muito boa no intestino, sendo recomendado como uma fonte secundária deste elemento na dieta.

Este artigo ainda fala que o fator número um de importância é oferecer uma alimentação adequada, com frutas, legumes e verduras que contenham uma grande quantidade de cálcio, pouco de fósforo e evitar oferecer com frequência alimentos que contenham ácido oxálico, como mostarda, nabo, couve, repolho, espinafre, acelga, folha de beterraba, entre outros.

O ácido oxálico impede que o cálcio ingerido na dieta seja absorvido no intestino, com isso de nada adianta um alimento rico em cálcio se ele também o é em ácido oxálico.

Em segundo lugar, o autor fala que é sempre válido associar uma suplementação de cálcio à dieta, com ou sem a adição de vitamina D3. Por exemplo, você prepara um dieta rica em alimentos recomendados e adiciona um suplemento de cálcio, que pode ser até o osso se siba, para dar maior segurança de que seu jabuti irá se desenvolver adequadamente.

Ainda, se seu jabuti não tem acesso a um banho de sol diariamente ou à lâmpada UVB, será preciso a suplementação com vitamina D3 para que seu jabuti realize o metabolismo adequado do cálcio e cresça saudável.


Dentre os suplementos, o autor ainda fala que os melhores são os feitos de carbonato de cálcio e sem fósforo na composição. Ele até especifica que o suplemento Rep-Cal Calcium with Vitamin D3 é o melhor a ser usado.


Já o autor Mike Pingleton em seu livro The Redfoot Manual diz que se pode usar qualquer suplemento de cálcio existente no mercado, sempre levando em consideração a necessidade de vit.D3.

Ele também fala que ao oferecer suplemento de cálcio em pó ao seu jabuti, a maneira mais correta é espalhar um pouco em cima da alimentação todos os dias, mas cuidado para não colocar demais, pois seu jabuti pode se desinteressar de comer.

Contudo, no caso de suplementos tanto de cálcio quanto de vitaminas, uma coisa que você sempre deve ter em mente é que mais não significa melhor, pois suplemento em excesso irá fazer mal ao jabuti. Então muito rigor e nada de colocar mais um "chorinho", ok?

Também, a falta de vitaminas e minerais, assim como em nós, humanos, pode trazer sérios problemas ao seu jabuti. Contudo, isso só ocorre se você não o está alimentando adequadamente.

Uma dieta balanceada e bastante variada é suficiente para suprir todas as necessidades de vitaminas e minerais de seu animal. Apesar disso, é quase que obrigatório oferecer um suplemento vitamínico para o seu jabutis, pois viver em ambiente doméstico na maioria das vezes passa longe de ser a mesma coisa que viver na natureza. Isso é ainda mais importante para aqueles jabutis que vivem em apartamentos.

Citando novamente o autor Mike Pingleton, assim como a suplementação de cálcio, mais não quer dizer melhor, ou seja, não provoque doenças em seu jabuti por excesso de vitaminas, pois a coisa pode ser feia...


9. Eu sei que você confia no seu querido cão de estimação. Mas jabuti e cachorro são duas coisas que não dão certas juntas. Nunca, eu digo nunca, deixe os dois juntos. Imagine que para o cachorro o jabuti não é nada mais que um pedaço de osso que anda. Mesmo sendo o cachorro mais dócil do mundo, eu não recomendo que você deixe os dois juntos. 


Há muitos relatos de morte de jabuti por mordida de cachorro. Não dê chance para o azar, ainda mais mais se seu cão é um Mastim Napolitano.


Mas se mesmo depois destas orientações, você quiser que seu jabuti e seu cão sejam amigos, existem algumas dicas que podem ajudar:

1. Coloque o cão na coleira para evitar um acidente. Pegue petiscos e coisas que o cão adora;
2. O jabuti deve ser colocado no local aonde esta o cão e o cão deve estar com a atenção voltada para as guloseimas e brinquedos. Vá interagindo com o cão e deixe o jabuti do lado, como se não tivesse nenhuma importância. Se o cão tentar cheirar ou pegar o jabuti, dê um leve “tranco” na coleira e diga não, ou então jogue um jato de água na cara dele (spray). O resultado deve ser imediato: o cão deve perder o interesse pelo jabuti; 
3. Repita várias vezes esse protocolo até o cão passar a ignorar a presença do jabuti; 
4. Procure ficar no mesmo ambiente com o cão e o jabuti para poder atuar caso o cão se interesse pelo jabuti;
5. Se tudo estiver ocorrendo bem e o cão não demonstrar nenhum interesse em caçar, carregar etc. o jabuti, mesmo sem você estar por perto, o cão já pode ser solto com o jabuti;
6. Mesmo assim, nunca se pode garantir que nada acontecerá. Contudo, se esse procedimento for feito da maneira correta, a grande maioria dos cães perderá o interesse pelo jabuti e não os machucará (LINK).


10. De vez em quando é bom dar um banho em seu jabuti, principalmente se ele estiver visivelmente sujo, sendo esta a maior indicação.

Para isso, pegue uma bacia e encha com pouca água (uns três dedos, dependendo do tamanho do animal) com água fria para morna. Nunca banhe com água fria, pois o jabuti pode sofrer um choque térmico e ter sérias complicações de saúde.

Lave-o somente com a mão, nada de escovas ou buchas, talvez uma esponja bastante inofensiva você possa usar. Ainda, não use nenhum tipo de sabão, sabonete, shampoo, sais de banho, etc., pois é provável que não irá fazer bem ao seu amigo cascudo. A dica é sempre usar água e somente isso.



11. O jabuti, como todo animal, é uma máquina de fezes. Se você está pensando que ele não faz sujeira, pode ir tirando o cavalinho da chuva. Você terá que catar fezes e enxugar urina, assim como se tivesse um cachorro. A maior vantagem, para mim, é que tanto as fezes quanto a urina do jabuti são bem menos fedidas que de cães e gatos.

Para exemplificar, vale a pena até contar uma passagem que aconteceu comigo. Certo dia meu irmão, Fernando, soltou Fuxico e Nüwa para passearem aqui no meu AP. No fim do dia nós recolhemos nossos amiguinhos e os colocamos em seu terrário. Feito isso eu ainda fui fazer minhas coisas em meu quarto, estudei, escutei música, escrevi para o blog, etc.

Como de costume fui dormir mais tarde, lá para  01:00 da madrugada, sendo que de manhã o despertador tocou, acordei e quando estava me arrumando, mais precisamente calçando a meia, eu deixei cair o talco de pé em baixo da minha cama. Quando eu fui pegar, lá estava um baita de um presente que algum de meus jabutis deixaram. Eu acho que foi a Nüwa, por que ela é muito arteira.

De qualquer modo, se fosse fazes de um cachorro eu certamente sentiria o cheiro, mas isto não ocorreu com o presentinho de um de meus jabutis. Tenho certeza que alguém aí pensou que meu olfato não é bom, mas garanto a vocês que no dia eu não estava gripado, nem algo do tipo e meu irmão entrou várias vezes no meu quarto e não sentiu nada também. O duro da história foi limpar, pois eu tive que arrastar a cama e tudo.

Por final, volto a afirmar, limpe sempre as fezes do jabuti, pois ele pode comê-las (e fique de olho onde pisa quando soltá-los pela casa);


12. Antes de adquirir o seu jabuti, pesquise se em sua cidade ou região há algum veterinário especializado em animais silvestres. Anote o telefone dele e não hesite em entrar em contato sempre que achar necessário. Recomendo até você marcar uma conversa com ele antes de adquirir seu jabuti, para que você saiba mais detalhes das peculiaridades e cuidados necessários com este animal.

Tenha sempre alguém capacitado para te auxiliar em uma eventual emergência. Se você mora aqui em Curitiba ou região, eu recomendo fortemente Clínica Vida Livre (
LINK), seguido da Pangea Zoo Pet (LINK), pois ambos possuem veterinário de animais silvestres;



13. Assim como todo animal, o jabuti pode ficar doente. Esteja preparado para reconhecer qualquer comportamento ou sinal estranho e levá-lo ao veterinário de animais silvestres. Não tente dar uma de veterinário ou economizar dinheiro. Com a saúde não se brinca!!;



14. De tudo o que foi falado acima, o mais importante é o amor. Se você não amar o seu animal de estimação, será muito difícil conseguir fazê-lo feliz.


Jabuti Biônico


Se você, assim como eu, se preocupa com os animais, vale à pena apoiar esta campanha promovida pela WSPA: http://www.animalsmatter.org/pt/campaign

Eu já estou lá!! Meu usuário lá é renatortb85, tentem me achar no mapa de Curitiba. Estou bem em cima do nome da cidade.

Até o próximo post...

Obrigado!!

34 comentários:

  1. show esse seu blog ja ta nos favoritos!

    ResponderExcluir
  2. Obrigado pelo apoio Fogos... Pretendo fazer mais pelo blog, escrever mais e tal... Mas sou estudante de medicina e o curso deu uma apertada brava este ano... Inclusive eu comecei a escrever o livro Vida de Jabuti, mas está muito difícil dar seguimento...
    Grande abraço!!

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pelo Blog Renato!
    Iniciativas como a sua são muito importantes para dar fim aos maus tratos (ou, na verdade, falta de tratos) que esses bichinhos sofrem nas mãos de pessoas desinformadas.
    Aguardo ansiosamente pela publicação do seu livro.
    Obrigada!!!

    ResponderExcluir
  4. Obrigado pelo apoio Ana...
    Quanto ao livro, vai demorar um pouco para sair... A medicina ta me impedindo de me dedicar mais no momento... Mas assim que me sobrar um tempo livre eu recomeço a escrever...
    Bjos

    ResponderExcluir
  5. Adorei o blog... Parabéns pela iniciativa, muitas informações e curiosidades que até eu mesma não tinha conhecimento...

    O meu jabuti(Totó)graças a Deus se dá mto bem com a minha cachorrinha...ela o trata como se fosse um filhinho

    ResponderExcluir
  6. Adorei! tinhas algumas dúvidas, mas aqui achei tudo que queria sobre jabutis. Parabéns!

    ResponderExcluir
  7. Tenho dois jabutis! muita gente fala que réptil é agressivo e não atende pelo nome, MINTIRA! Tanto meus dois jabutis, quanto meus três cágados tigre d'água, atendem pelo nome, comen na minha mão, prestam atenção no que eu falo, e aceitam carinho. é muito mais do que um animal exótico, é um companheiro para toda vida, literalmente!

    ResponderExcluir
  8. Olá Gabriel, realmente os jabutis são companheiros para toda a vida, visto que podem viver mais de 80 anos se bem cuidados.

    Também concordo com você que eles são animais muito inteligentes e sociáveis dentro de seus limites de répties.

    Os meus, por exemplo, são curiosíssimos e adoram que eu fique conversando com eles.

    Parecem se mostrar muito interessados no que falo e a impressão que dá é que ficam tentando entender o que falo... hahahahah

    Também me parece que eles sabem distinguir pessoas diferentes e adoram pequenas novidades.

    Grato pelo comnetário e participação.

    Abraço!!

    ResponderExcluir
  9. Parabéns pelo blog!

    Amei de verdade...
    Eu tenho um filhote, que chamo de Muni.
    Damos muito amor pra ela e estamos com ela há uns 5 meses...

    Eu estava atrás de ideias pra um terrário, ela ainda vive numa caixa de madeira, hehehehe

    Obrigada!

    ResponderExcluir
  10. Muito bom esse blog, pena que não será mais atualizado como antes....mas de qualquer maneira, uma ótima fonte de informações. Parabéns!

    Abços!

    ResponderExcluir
  11. Olá pessoal,

    Só lembrando que não eu mais tiro dúvidas (http://vidadejabuti.blogspot.com/2009/01/duvidas.html), pois estou dando um tempo do blog (http://vidadejabuti.blogspot.com/2010/12/dando-um-tempo.html).

    Contudo fique a vontade para deixar seu comentário aqui.

    Até mais!! Obrigado pela compreensão.

    ResponderExcluir
  12. è tb tenho um jabuti piranga, o nome dela é Chiquinha ela não como nada de ração, mas come frutas verduras e carnes de peixe frango e bovina. Parabens pelo blog

    ResponderExcluir
  13. Tenho dois meninos, lindos um deles quando me ver vem correndo para perto, para eu fazer carinho.

    ResponderExcluir
  14. gostei de tudo que descobri sobre o jabuti eu tenho um com 11 meses estava dando alimentação errada, e ela se chama nevinha, jabuti piranga

    ResponderExcluir
  15. Oi Renatoadorei seu blog, então..tenho duas jabuti só que só querem comer ração canina e frutas, o que faço?

    ResponderExcluir
  16. Oi adorei seu blog me ajudo pra caramba,a tartaruga da minha filha comeu coco hj,e a tartaruga so come alface nao quer nem saber da racao,valeu

    ResponderExcluir
  17. adorei seu blog me ajudo pra caramba

    ResponderExcluir
  18. Olá, Renato!

    Primeiramente, quero parabenizá-lo pelo blog! É muito legal! Está me ajudando bastante.

    Estou com uma dúvida, com relação à lâmpada para aquecer o jabuti.

    Queria comprar uma e uma vez um veterinário me indicou a Nigth Glo 40W.
    Eu vi no blog a indicação para a Repti Glo. Tem diferença? Qual a mais recomendável? Qual a potência recomendável para o jabuti?

    Obrigada!!

    ResponderExcluir
  19. Oi.

    Comprei a pouco tempo um jabuti ainda bebê(acredito que seja, devido ser pequeno) e queria saber se posso levar-lo para passear, pegar no colo, colocar-lo em ambiente com ar-condicionado e se ao viajar devo deixar-lo em casa?

    Obrigada desde já ;)

    ResponderExcluir
  20. Boa tarde Renato,
    Ganhei um casal de jabutis que era da vó de uma amiga. Há alguma maneira de legalizá-lo para que eu possa doar os filhotes? Obrigada!

    ResponderExcluir
  21. Eu quero ter um Jabutii mas não sei onde tem um local do Ibama se voce souber me fale ok Renato ?

    ResponderExcluir
  22. ola amei seu blog , vc sabe me informar se fás mal eles ficarem dentro de casa, mais ter todos os cuidados como deixar eles tomarem seu banho de sol diário ter sua alimentação correta ?

    ResponderExcluir
  23. Nosso jabuti de 30 anos faleceu hoje. Tinha uma vida saudável, frutas, sol, quintal grande. Era da família há 30 anos. Não aparentava nenhum problema, correu muito ontem, brincou com a nossa filha. Ficou no cercado sob o sol das 11 até a 17h, esquecemos ele lá... quando demos conta (17h) ele estava duro, empedrado. Pode ter sido insolação? Ele já se cercou outras vezes por mais de um dia e nada aconteceu. Pode ter sido alguma doença fulminante? Obrigado.

    Cláudio.

    ResponderExcluir
  24. Olá,boa tarde!
    Adorei o post,super informativo,me ajudou muito.Na minha casa meu irmão de 6 anos ganhou um jabuti e ja faz 3 semanas que ele esta lá em casa,mas ninguem sabia como cuidar do bichinho,mas agora esta tudo esclarecido. Muito obrigado e parabéns.

    ResponderExcluir
  25. Olá , meu nome é Aline e tenho um casal de jabutis de mais ou menos 08 meses. O macho, carinhosamente chamado de "Jorginho" e a fêmea, minha doce "Belinha". O macho está relativamente bem maior que a fêmea, suponho ser normal. Comem verduras, como couve e espinafre, tomate, mamão, banana de vez em quando, goiaba, gostam de cores que chamam a atenção. Minha mãe deu ração de cachorro (colorida, adoram as vermelhas) uma vez e depois disso não podem nem sentir o cheiro que começam a procurar. também coloco casca de ovo triturada em cima da comida uma vez na semana. Quando está muito calor molho elas na torneira, não sei se é certo. notei que o Jorginho está com linhas brancas no casco, será que é uma doença ou normal pelo fato de estar crescendo? Obrigada, Aline

    ResponderExcluir
  26. bom dia! ganhei um jabuti ainda filhote e ainda não sei como devo alimentar ele.. se alguém poder me ajudar agradecerei!

    ResponderExcluir
  27. Renato, parabéns pelo blog. Eu sou engenheiro e tenho 4 jabutis legalizados, sendo 2 deles de 6 anos e 2 de apenas 6 meses. Eu amo os animais e é sempre bom interagir com outras pessoas que também gostem, já que é um animal que não agrada a maioria. Abraços!

    ResponderExcluir
  28. tenho uma Jabuta ela tem 2 anos comigo não sei como calcular a idade dela só que ela esta mole não se alimenta quase não anda nao sei o que fazer me ajude

    ResponderExcluir
  29. Gostei muito do seu blog Renato, mas pelos comentários que li, observei que não está tendo tempo para interagir conosco, espero que retorne à ativa, escreve muito bem e com simplicidade. Aproveitando o momento gostaria de saber se alguém sabe dizer se jabuti pode tomar leite? Encontrei um muito pequeno dentro da garagem de casa, entrou por um buraco pequeno que abriu no portão de madeira, levei à veterinária e informou-me que tinha +/- um mês, não sei como tão pequeno foi parar lá, pois é um lugar que só tem casa de veraneio e as casas ficam inabitadas quase todo tempo isso foi logo depois do carnaval desse ano (2013), e a casa vizinha estava fechada, não encontrando o dono, adotei a pequena. Ela parece conhecer-nos, a LUGA é uma graça, dorme com o pescoço todo de fora e com a cabeça virada sobre a patinha debaixo do edredon e não recolhe o pescoço quando a pego, faço carinho e ela adora, nunca tive um bichinho assim e estou adorando. Tomei um susto com ela recente, pois me mudei para um apartamento e na correria da arrumação terminei colocando-a sobre a mesa de vidro e mesmo ela sendo muito esperta, pois observo que quando está em altura ela olha para baixo e dá de ré, mas a mesa estava desforrada e era vidro então perdeu a noção e caiu, teve traumatismo no crânio (ficou com perturbações mentais, andando em círculo, de pata em pata, suspendia a cabeça toda para traz e abria toda a boca e fazia um barulhinho, parecia sentir dor, a língua tinha uma cor esverdeada como uma palidez) e ficou internada por uma semana no Ambulatório de Animais Silvestres e Exóticos da UFBA - Universidade Federal da Bahia aqui em Salvador na Ondina, se recuperou bem e já está de alta conosco, fiquei doidinha, tratamento vip e sem custos, os médicos e estagiários muito cuidadosos e sempre em contato comigo por telefone informando o estado dela, com direito a visitas, eles só pedem que colabore com doações de materiais (soro, gaze, luvas, algodão, etc) e remédios usados para reposição do estoque, dentro da condição de cada um. Ela é meu amorzinho e meus filhos já acostumaram, quando chegam em casa já perguntam por LUGA e vai brincar com ela, no início só eu conversava e diziam que eu estava doida, agora eles também falam com ela inclusive minha nora, é muito querida. A LUGA escolhe o que quer comer, mas dou frutas, legumes, folhas, ovo, carne moída e vou ver se encontro onde vende ração específica, mas ainda vou ver onde vende aqui em Salvador-Ba. e vou comprar de gato também. Quando a encontrei não sabia direito o que dá, dei leite e ela adorou, nunca teve diarreia e já está durinha, mas quero saber se leite realmente não pode e porque...

    ResponderExcluir
  30. Roberto, achei super legal a sua iniciativa! Acabei de adquirir um jabuti e ele está tão pequenino que não sabemos direto o que fazer. E principalmente porque como eu moro em uma cidade diferente da minha mãe, lá não temos quintal com grama ou terra. é tudo é cimento, gostaria muito de aprender a fazer um viveiro pra ele, mas não compreendi bem as dicas de como.

    ResponderExcluir
  31. Olá.....Urgente tenho um jabuti de 2 anos come de tudo.....Só que nunca dei nenhum VERMIFUGO...PRECISO DE UMA AJUDA urgente.....qual dar e como ...ATENÇÃO ele come de tudo carne moida ração cachorro...ração para jabuti da alcon...só nunca foir vermigugado.....no aguardo

    att

    ResponderExcluir
  32. Oi, Não tem como descobrir a idade do jabuti não?

    ResponderExcluir
  33. Ola, tenho um jabuti fêmea de 9 anos, ela anda defecando branco e na urina as vezes sai algo branco parecido com clara de ovo, não sei se ela esta doente ou começando a formar ovos

    ResponderExcluir